Detonautas

“Me sinto tão estranho aqui/ Que mal posso me mexer, irmão/ No meio dessa confusão/ Não consigo encontrar ninguém// Onde foi que você se meteu, então?/ Tô tentando te encontrar/ Tô tentando me entender/ As coisas são assim// Meus olhos grandes de medo/ Revelam a solução, a solução/ Meu coração tem segredos/ Que movem a solidão, a solidão// Me sinto tão estranho aqui/ Diferente de você, irmão/ A sua forma e distorção/ Não pareço com ninguém, sei lá// Pois eu sei que nós temos o mesmo destino então/ Tô tentando me encontrar/ Tô tentando me entender/ Por que tá tudo assim?// Quem de nós vai insistir e não/ Se entregar sem resistir então/ Já não há mais pra onde ir/ Se entregar à solidão e não”

Poste um Comentário

Seu email não será publicado ou compartilhado. Campos Obrigatórios *

*
*